segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Palestra sobre Ensino Religioso

PIONEIRO NA IMPLEMENTAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS NA UEPA MINISTRA PALESTRA NO PAFOR
terça-feira, 02/08/2011 – 03h033
por Marcel Franco

 Foto: Alunos de Ciências da Religião - PAFOR/UEPA

A tarde desta segunda-feira (01) foi marcada pela presença do ilustre Prof. Ms. José Sousa na Universidade do Estado do Pará, o qual proferiu uma palestra aos alunos do Curso de Ciências da Religião – PAFOR – UEPA, na sala de conferências do Castelinho.

O José Sousa apresentou um histórico do Curso de Licenciatura Plena em Ciências da Religião na UEPA, o qual foi implementado na grade curricular da referida IES, por meio de um projeto elaborado por ele e pela Prof.a Dr.a Socorro Cardoso. Embora tenha sido oriundo da Arquidiocese de Belém, o Curso de Ciências da Religião da UEPA visa, sobretudo, formar profissionais que atuem na pesquisa e na docência sobre o fenômeno religioso e suas múltiplas relações, conforme assegurou Sousa.

Além disso, foi pautado sobre o projeto de retirada do ensino religioso da legislação. Na opinião do professor, a polêmica foi gerada em torno de uma má interpretação das teses de mestrado e doutorado em Ciências da Religião que observaram, em alguns poucos contextos escolares, que o ensino religioso seria uma forma de preconceito.

Mas é claro que o carro-chefe de toda essa discussão tem base no relatório da ONU de Farida Shaheed, o qual criticou o Brasil por permitir ensino religioso em escolas. Segundo Farida, “deixar o conteúdo de cursos religiosos ser determinado pelo sistema de crença pessoal de professores ou administradores de escolas, usar o ensino religioso como proselitismo, ensino religioso compulsório e excluir religiões de origem africana do curriculum foram relatados como principais preocupações que impedem a implementação efetiva do que é previsto na Constituição”.

Todavia a não se pode esquecer que as nossas Diretrizes de Bases da Educação orientam que os conteúdos de Ensino Religioso na escola devem assegurar o respeito à diversidade cultural religiosa e proíbe qualquer forma de proselitismo e, sendo assim, “não vejo o porquê da retirada deste ensino das escolas, pois o professor de Ciências da Religião é um profissional capaz de lidar com o pluralismo religioso”, afirma José Sousa.  

Diante das discussões, foi proposto um documento de abaixo-assinado pela Coordenadora do Curso de Ciências da Religião da UEPA, Prof.a Rosilene Quaresma, o qual deverá se manifestar contra a retirada do ensino religioso da escola. Tal proposta teve uma resposta positiva dos participantes do evento, dos quais destaque-se a presença do representante discente do Mestrado em Ciências da Religião da UEPA, Prof. Marcel Franco, o qual afirmou que “a educação religiosa nas escolas é fundamental na formação cultural e ética dos indivíduos e a ausência de profissionais de Ciências da Religião no contexto escolar representaria uma negação dos estudos e das relações com as diversidades do nosso país, ou melhor, uma antidemocracia”.  
 Foto:  Prof. José Sousa

O documento proposto na palestra deverá brevemente começar a circular não somente na comunidade acadêmica da UEPA, mas em outros setores da educação que apoiem a permanência do ensino religioso plural e democrático nas escolas do nosso Estado.
  

Um comentário:

  1. EU PENSAVA EM MATAR A FOME DO MUNDO, PREMIDO PELO DEVER DA MINHA CONSCIÊNCIA CRISTÃ:
    (AP.19.9) ENTÃO, ME FALOU O ANJO: ESCREVE: Os Governantes que são fiéis à Deus, devem cuidar da saúde econômico-financeira das nações; sem jamais se descuidarem da saúde espiritual do nosso povo, a qual nos foi legada nos Santos ensinamentos de Jesus Cristo; (RM.4.3) PORQUANTO QUE DIZ A ESCRITURA?
    (LC.2.23) Conforme o que está escrito na lei do Senhor: (MT.4.4) Não só de pão viverá o Homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus; (LC.12.23) porque a vida é mais do que o alimento, e o corpo,não mais do que as vestes: (MT.6.31/32) Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos ou com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas cousas; pois vosso Pai Celeste sabe que necessitais de todas elas: (MT.6.33) Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas cousas vos serão acrescentadas: (MC.1.15) O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo, arrependei-vos se crede no Evangelho: (AP.22.6) Estas palavras são fiéis e verdadeiras: O Senhor, o Deus dos Espíritos dos Profetas, enviou seu Anjo para mostrar aos seus Servos as cousas que em breve devem acontecer: (MT.7.23) Então, lhes direi explicitamente:
    Logo se verá que os recursos financeiros que têm escoado pelo esgoto da CORRUPÇÃO, somados aos que têm sido incinerados pela loucura das GUERRAS; servirão para aplacar o flagelo da fome no mundo:
    (IS.46.8) Lembrai-vos disto e tende ânimo, toai-o à serio,ó prevaricadores; (MC.10.27) Para os homens é impossível, contudo, não para Deus; porque para Deus tudo é possível: (LC,21.13) E isto vos acontecerá para que deis testemunho! (NM.24.16) Palavra Daquele que ouve os ditos de Deus e sabe a ciência do Altíssimo; Daquele que tem a visão do Todo-Poderoso e prosta-se, porém de olhos abertos:


    ResponderExcluir